[PR] 求む!タイピング初心者

[PR] 無料でタイピング練習☆

VIDEOS

Loading...
Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

NUNCA SINTA-SE FEIA, SÓ PRECISAMOS NOS MELHORAR

ESTA LOIRA FAZ MAGIA

O look certo pode valer um emprego. Sandrina Francisco – modelo, empresária e consultora de imagem – explica porquê.

Não há pessoas feias, só pobres, porque com dinheiro muda-se tudo. Quem o diz é Sandrina Francisco, que trabalha como consultora de imagem em Lisboa, isto quando não está a filmar para a RTP. Duas décadas na indústria da moda ensinaram-lhe todos os truques do livro. Nem as câmaras nem os bastidores têm segredos para esta leiriense de coração, nascida em França há 37 anos. E num mundo que tantas vezes vive das aparências, a modelo, empresária e personal advisor é cada vez mais procurada para renovar visuais. Há quem lhe chame recauchutagem, mas ela recusa tamanha futilidade. Afinal, a imagem é um cartão de visita. “Muita gente procura emprego e é um factor diferenciador. Podes ter duas pessoas com as mesmas capacidades técnicas, mas o ser humano gosta do que é bonito e obviamente vai sempre selecionar a pessoa que está mais arranjada”, afirma, em conversa com a Preguiça, durante uma visita fugaz à cidade do Lis.
Fazer magia, domesticar o espelho, transformar anônimos em estrelas de cinema. Como? É quase uma ida ao psicólogo. “Preciso de ter em conta a personalidade para definir o estilo. Queremos saber tudo sobre a pessoa. O que faz, aquilo de que gosta. É muito importante transmitirmos-lhe que tem de se arranjar para se sentir bem com ela própria”, explica Sandrina Francisco. Psicologias à parte, há três ou quatro conselhos práticos que podem valorizar as qualidades e disfarçar as imperfeições, marcando a diferença: o corte de cabelo, a cor, aquela peça de roupa, o tom de pele, sempre à procura da silhueta perfeita. Ou, pelo menos, da ilusão de óptica que simula a silhueta perfeita.
 Antes… e depois
Se as mulheres continuam mais preocupadas com o visual, os homens feios, porcos e maus estão completamente fora. O que está in é construir um novo eu e até as grandes empresas, como a Microsoft, já contratam os serviços da Glove para dar formação aos colaboradores. “De repente, toda a gente quer ser mudada por uma consultora”, garante Sandrina Francisco. Com os criadores nacionais em alta e apasserelle nos sonhos de mais adolescentes, o português comum está definitivamente sintonizado com a importância da imagem. E é caro ser bonito? Parece que não. “A moda hoje é super-democrática”, sublinha a especialista. Coragem. Basta uma dose de bom gosto e outra de bom senso. E lembrem-se: não há segunda oportunidade para causar uma boa primeira impressão.
Do concurso de beleza à televisão

Candidata a miss na faculdade, abriu a porta de entrada no mundo da moda, no início dos anos 90, em Lisboa. A partir daí, Sandrina Francisco nunca mais parou. Com 37 anos, a leiriense dá formação e faz trabalhos esporádicos de fotografia, gere a Fashion Studio, agência que fundou em Leiria e que garante modelos e outros profissionais para produções de moda e publicidade, e é sócia da Glove, empresa que presta serviços de consultoria de imagem e personal shopping. Desde há oito anos está também ligada à televisão: é o rosto da rúbrica Espelho Meu, na Praça da Alegria, da RTP, onde semanalmente apresenta tendências de moda e beleza, e apresenta o programa Moda Portugal, que passa nos canais internacionais da estação pública com reportagens – mais de duzentas, até à data – dedicadas ao design, moda, fotografia, marcas e criadores portugueses




É isso amiga...sempre é válido nos olharmos e vermos como somos lindas, e que podemos ficar ainda mais...