[PR] 求む!タイピング初心者

[PR] 無料でタイピング練習☆

VIDEOS

Loading...
Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 1 de maio de 2014

AYRTON SENNA...SEMPRE...SEMPRE...

O medo faz parte da vida da gente. Algumas pessoas não sabem como enfrentá-lo, outras - acho que estou entre elas - aprendem a conviver com ele e o encaram não como uma coisa negativa, mas como um sentimento de autopreservação.






AYRTON SENNA...O HOMEM QUE SE FOI...O HERÓI QUE FICOU...
Homenagem feita no dia da morte do ayrton sennna
TANTAS EMOÇõES VIVIDAS, TANTO SUCESSO...MUITOS PRAZERES GUARDADOS DENTRO DE SEU CORAÇÃO QUENTE, DE UMA VIDA VIVIDA, QUE CONSEGUIU MEDIANTE TANTOS PROBLEMAS SOCIAIS, ATINGIR SEU OBJETIVO...SER UM VENCEDOR COM MUITA GARRA E COM MUITO CARINHO PELO SEU TRABALHO. ENCONTROU MEIOS PARA AJUDAR OUTRAS PESSOAS...NÃO DEIXANDO QUE VIESSEM  A SABER DE SUA BONDADE, PREFERINDO NÃO DIVULGAR SEUS ATOS DE CARIDADE.
SEU ACENO A CADA CORRIDA DEIXAVA CLARA A SUA VONTADE DE VENCER. EM SEUS GESTOS TRANSMITIA MUITA FÉ, UMA FÉ QUE PENETRAVA O ÍNTIMO DE SEUS FÃS...A SEDE DE VITÓRIA.
NÃO SE ESPERAVA QUE TÃO CEDO O DESTINO FOSSE PERMITIR TÃO GRANDE DOR, TÃO GRANDE PERDA, UMA PERDA QUE NÃO DÁ PAR ser expressada com paçavras. Uma falta que será insubstituível. Um vazio além do normal. Um nó que ficou na garganta. Uma vontade de gritar e perdir que voltasse o tempo por alguns minutos, ou horas
 Talvez, para que fosse feito algo, um protesto, um apelo, uma guerra... algo que impedisse tão drástica morte e este desespero estampado em cada rosto.
Uma nação para chorar sua morte. Um país que se une, ainda que por pouco tempo, mas que todos sofrem juntos, lamentam e protestam. Cada um se colta para dentro de si e se dá conta do quanto vale esse herói, que deu sua vida...que deixou no coração de cada um, inclusive das crianças a imagem de um amor que só pode ser medido com sua ida, pois todos o amavam, mas não sabia que esse amor era tão forte e intenso...
Autoria: rosalina rodrigues
Te amo senna



Lembranças e saudade: túmulo de Ayrton Senna recebe homenagens


Fãs levam flores e recados no Cemitério do Morumbi, onde ídolo está enterrado.



"Nunca levo em conta a possibilidade de um acidente, mas o medo é uma coisa constante no meu dia-a-dia."
"O fato de ser brasileiro só me enche de orgulho."










Para sempre...saudades

Ayrton Senna da Silva











A carreira de Senna no automobilismo começou como a da maioria dos pilotos: no kart. Aos 14 anos, conquistou seu primeiro título, o Paulista de Kart de 1974, conquista que se repetiu em 1976. No kart, também foi campeão brasileiro em 1978, 1979 e 1980 e sul-americano em 1977 e 1980. No início da década de 80, mudou-se para a Europa para competir na Fórmula Ford, tornando-se bicampeão (1981 e 1982) e conquistando o título em 1983 na Fórmula 3 Britânica.
Os feitos de Ayrton guiando monopostos chamou atenção das equipes de Fórmula 1 e, em 1983, ele foi convidado para testar o carro da equipe Williams, uma das maiores da categoria. Senna bateu o recorde do carro na pista de Donington Park e deixou todos “perplexos”, palavras de Frank Williams, chefe da equipe na época. Por triste coincidência, Senna morreria guiando uma Williams 11 anos depois.
Senna estreou na Fórmula 1 em 1984, guiando uma Toleman. Mesmo em uma equipe de pequena para média, terminou o seu primeiro campeonato na nona colocação, com um segundo lugar no tradicional GP de Mônaco. Nos três anos seguintes, competiu pela Lotus, uma equipe maior, conquistando a quarta colocação em 1985 e 1986 e a terceira em 1987. Pela Lotus, conseguiu seis vitórias, a sua primeira no GP de Portugal de 1985.
Tricampeão
A fase áurea de Senna começou quando ele se transferiu para a equipe McLaren (1988 a 1993), a melhor da época. No carro vermelho e branco, ele conquistou três campeonatos (1988, 1990 e 1991) e 35 vitórias. Nos seus dois primeiros anos no novo time, foi companheiro de equipe do francês Alain Prost, considerado seu maior rival na F1. A rivalidade entre Senna e Prost fez aumentar a audiência da categoria e muitos brasileiros acordavam cedo no domingo para acompanhar o já ídolo do esporte. Os dois pilotos trocaram farpas algumas vezes, mas hoje Prost é um dos principais colaboradores do Instituto Ayrton Senna, ONG que desenvolve projetos educacionais para crianças.
Herói nacional
As vitórias e ações de Senna o fizeram se tornar um herói nacional. No final da década de 80, o Brasil havia recém-saído da ditadura e passava por um momento econômico difícil. A renda per capita declinou e o percentual de brasileiros na linha da pobreza havia aumentado. O brasileiro não tinha muito do que se orgulhar, mas Senna fazia questão de afirmar sua nacionalidade e desfilava com a bandeira nacional em suas vitórias. Esses gestos e a exploração da imagem de Senna pela TV  contribuíram para a construção de um arquétipo de herói nacional. 
Morte
A partir de 1992, a equipe Willams passou a ter um desempenho superior a McLaren, e Senna viu diminuir suas chances de conquistar outros títulos. Por isso, em 1994, mudou para a Willams e tornou-se novamente o favorito ao título. Para seu azar, não conseguiu terminar as duas primeiras corridas. Na terceira etapa, liderava o GP de San Marino quando seu carro saiu da pista na curva Tamburello e chocou-se com uma mureta de proteção a quase 300 km/h. Com a batida, uma das rodas atingiu o capacete do piloto brasileiro, afundando parte do seu crânio
Legado
O acidente de Senna é um dos episódios mais tristes da história do esporte, mas sua morte foi responsável por uma revolução na segurança da Fórmula 1. O falecimento de Senna foi o último de um piloto na categoria, mesmo ocorrendo vários acidentes piores depois. Fora das pistas, o Instituto Ayrton Senna beneficia cerca de 2 milhões de crianças por ano.